Novidades

Estrada da Morte + DICAS e VALORES

Minha visita a La Paz foi bem rápida, estava com o tempo já bem apertado e o meu principal objetivo na capital boliviana era realizar o famoso Downhill na Estrada da Morte.

7

A Death Road é uma das estradas mais perigosas do mundo e liga a região do altiplano, à região dos Yungas. Hoje há uma opção asfaltada, o que diminui bastante o tráfego de carros ali, tornando-a atrativa mais para os bikers. Entretanto ainda existem alguns poucos carros que se arriscam por lá, durante a descida, nosso grupo deu de encontro com alguns veículos subindo “la carretera”.

10

Foto clássica na curva mais perigosa da Estrada da Morte

Em La Paz a maioria das agências ficam na calle Sagárnaga e arredores, o point dos serviços para viajantes da capital, por lá, além das agências, encontram-se várias opções de hospedagem também.

Em todas as agências há diferentes valores que variam conforme o tipo de bike escolhida, quanto mais equipada com suspensões, freios melhores, e outras coisas, mais caro fica o tour. Os valores variam de 300 BOL para as bikes mais simples (mas com todos os itens de segurança) até 800 BOL para bikes mais profissionais e equipadas. É importante verificar as condições da bicicleta antes de fechar o pacote.

Como mochileiro sem grana e com o orçamento mais apertado ainda de fim de trip, optei pela bike mais simples de 300 BOL, chorando consegui por 280 BOL, isso incluía além da bicicleta, transporte em vans, roupas de segurança, capacete, café da manhã, lanche, almoço, banho, guias, cd com fotos e camiseta.

As vans saem de La Paz bem cedo, logo depois do café da manhã servido na sede da agência El Solario na qual comprei o pacote.

A descida começa em La Cumbre a 4.700 metros acima do nível do mar, onde os guias passam as orientações de como guiar pela estrada. São mais ou menos 40 à 50 minutos de descida pelo asfalto até chegar no posto de controle Unduavi onde paga-se uma taxa de 25 BOL para a manutenção da estrada. Nesse ponto subimos novamente na van que nos leva ao ínicio da Death Road propriamente dita.

La Cumbre

La Cumbre

4

Primeira fase: descida no asfalto até Unduavi

A paisagem do início da estrada é íncrivel, e o frio na barriga para descer a estrada mais perigosa do mundo ataca!

9

Após o briefing da Death Road começa a descida mais alucinante do mundo, os penhascos sem proteção nenhuma ficam a centímetros dos bikers, além da estrada ser extremamente estreita, é adrenalina pura e muita velocidade (para quem gosta!).  Durante todo o percurso existem várias cruzes, que são memoriais onde carros e até mesmo turistas morreram caindo nos penhascos, por isso é importante lembrar que prudência nesse tipo de passeio é realmente necessário!

3

Início da Death Road

11

Penhascos a centímetro de distância

Cruzes memoriais marcam onde morreram pessoas na Estrada da Morte

Cruzes memoriais marcam onde morreram pessoas na Estrada da Morte

A descida dura cerca de 1 hora à 1 hora e meia, sendo que o clima muda drasticamente conforme a altitude vai caindo, no começo do tour o frio e os ventos castigam e ao terminar em Yolosa a 1200 metros acima do nível do mar o calor já é bem forte, o que pede um cerveja BEM gelada nos bares em que a descida estrategicamente acaba!

Fim da descida, termina estrategicamente nos bares para uma Paceña gelada!

Fim da descida, termina estrategicamente nos bares para uma Paceña gelada!

Depois de guardar todos os equipamentos e carregar as bikes na van, somos levados ao Hotel onde é servido um almoço buffet à vontade (muito bom por sinal), e onde também é possível tomar banho e dar um mergulho na piscina.

A volta para La Paz é pela estrada nova que liga os Yungas à La Paz e dura cerca de 3 horas.

DICAS e INFORMAÇÕES

– Leve roupas e um par extra de tênis. Durante a descida passa-se por lugares onde molhar-se é inevitável.

8

– Leve chinelo. Para tomar banho, entrar na piscina, descansar os pés, etc.

– Um anorak vai ajudar muito no começo do tour onde as temperaturas são baixas.

– Leve óculos escuros ou não. Durante a descida o vento é forte, óculos ajudam a barrar.

– Se tiver, leve um GoPRO. Os vídeos feitas com ela ficam alucinantes!

– Os guias tiram fotos e fazem vídeos o percurso inteiro e disponibilizam um CD com o conteúdo.

– Durante todo o percurso as vans ficam de apoio nas paradas. Logo, você pode guardar suas coisas nela durante a descida, por exemplo a sua blusa quando começar a esquentar.

– Durante a descida sua mão vai ficar bem dolorida devido a trepidação. Afrouxar um pouco os dedos do guidão ajuda a absorver melhor os impactos.

– Confira mais 20 DICAS sobre a Bolívia clicando aqui!

Vídeo na Estrada da Morte feito com a GoPRO

AGÊNCIA EL SOLARIO

Os guias são bem experientes e divertidos, o pessoal da agência também foi super atencioso!
As bikes não estavam PERFEITAS, faziam um rangido aqui ou ali, mas apesar disso me senti seguro, os freios estavam bons e a suspensão funcionava bem.

VALOR DO PACOTE: 280 BOL (bem chorados)

Calle Murillo, 776 – No mesmo local funciona o Hostel EL SOLARIO.

Email: elsolario@hotmail.com
Site: www.thedeathroad.com

EU SOBREVIVI!

EU SOBREVIVI!

Keisuke Kira
Sobre Keisuke Kira

Paulistano, estudante de biologia, amante de fotografia. Adora a cidade mas prefere a montanha. Como todo biólogo ama estar no mato. Curte um pedal, trekking, e viagens nem se fala! Mais posts

14 Comments on Estrada da Morte + DICAS e VALORES

  1. Adorei o seu blog realmente!!!
    Com certeza vou ficar em La Paz 3 dias, dá tempo para conhecer cidade e pelada bike de Estrada da Morte? Precisa ficar lá dia inteiro?

    • Marcos, depende do que você quer fazer em La Paz, além da Estrada da Morte tem os passeios do Chacaltaya e Tihuanaco que são bem legais também. Cada um desses passeios toma 1 dia seu em La Paz, sem falar nos dias de aclimatação para subir o Chacaltaya. Mas se for só para conhecer a cidade e fazer o passeio da Estrada da Morte 3 dias dão tranquilos! Abraços!

  2. Obs: complementando, vou estar lá em julho, será muito frio?

    • É frio sim! Nada absurdo eu acho, mas vá preparado. La Paz também tem ótimas lojas para comprar agasalhos técnicos de frio!

  3. Keisuke, eu que agradeço pela ajuda. Espero que vou animar demais rs.
    1 dia: aclimatação e passeio em La Paz.
    2 dia: Curtindo bike na Estrada da Morte – noite pegar de ônibus para Uyuni.
    3 dia: La Paz ou Uyuni (se for mais conhecer em La Paz)

  4. Keisuke, muito legal o seu blog!
    Chegarei em La Paz dia 22/03 pela manhã. Você acha tranquilo fazer o Downhill logo no dia seguinte (23), com apenas 01 dia de aclimatação, e no outro dia (24) fazer o passeio de Chacaltaya? É que no dia 24 às 21h já quero pegar o ônibus para Uyuni. Valeu.

    • Obrigado Jone! Olha, um dia de aclimatação apenas para Chacaltaya é meio perigoso. Normalmente são no mínimo 2 dias. Abraços!

  5. El Solario tours – bike death road
    não recomendo. As bikes estavam de razoáveis a ruins. O guia era gente bka, educado, mas parecia estar com pressa, o motorista da van, tinha uns 20 anos, dirigia feito um louco, dava mais medo do que a bike! !! Nao deu tempo de ir na piscina. …para completar na volta o motorista doidao, que ultrapassava na faixa continua, pegou uma galera que estava na estrada. ..lotou a van! ! E ele ainda cobrou da galera! !!

  6. Gostaria de saber se aceitam pagamento em r$ reais

  7. Keisuke, em que época do ano você foi?

  8. Esta estrada não é tão perigosa, uma estrada na Bahia ou no RJ é muito mais assustadora. Eu e dois amigos atravessamos de moto…pelo menos lá na Bolívia não tem tantos assaltos. Cheguei até a empinar a moto.

  9. Keisuke, chegarei em La Paz à noite, depois de passar 6 dias em Cusco e 1 em Copacabana. Estava pensando em fazer Chacaltaya e Vale de la Luna no dia seguinte e no outro dia fazer a Rota da Morte.
    Vc acha que consigo fazer esses passeios, visto que já vim do Peru que tbm tem uma altitude bacana?
    Vc acha que eu consigo contratar esses passeios nos dias anteriores a eles, visto que estarei viajando em Julho(alta temporada)?

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*