Novidades

20 dicas que vão te ajudar na Bolívia

A Bolívia é um país de contrastes, de paisagens lindas, forte cultura e que muitas vezes entra nos planos mochileiros apenas como passagem para chegar ao Peru, mas quem visita inevitavelmente quer voltar! Há mochileiros e viajantes por todos os cantos, o país apesar de tudo recebe muitos visitantes, e se você está pensando em fazer isto também, preparamos aqui algumas dicas que vão te ajudar muito nessa incrível aventura!

12

– Todo terminal rodoviário da Bolívia cobra uma taxa de uso. Para poder ter acesso as plaformas de embarque é necessário apresentar o ticket que custa em média 2 BOL.

– Banheiros são pagos em QUALQUER lugar da Bolívia e custam em média 2 BOL.

– Tenha sempre moedas e dinheiro trocado. Os comerciantes muitas vezes preferem não vender a te dar troco.

– SEMPRE guarde tickets de ônibus ou passeios. Eles costumam conferir durante a viagem/passeio e não no embarque.

– Nas rodoviárias normalmente existem mais de uma agência para um determinado destino. Pesquise e pechinche entre elas para conseguir o melhor preço.

– Comprar em grupos é uma ótima forma de economizar. Tanto para passeios e passagens quanto para diárias de hostels.

– Atente-se e não deixe de perguntar o destino do ônibus que você está entrando. Não há controle no embarque e você pode acabar pegando um ônibus errado.

Sempre pergunte o destino do ônibus antes de embarcar

Sempre pergunte o destino do ônibus antes de embarcar

– Pechince TUDO, TUDO MESMO, desde um chocolate a diária do hostel. Nada na Bolívia é tabelado, nem mesmo passagens rodoviárias.

– Não deixe de lembrar que você é brasileiro. Ajuda muito na hora de pechinchar!

– Os lugares mais baratos para se comer são nos mercados públicos.

Comida em mercados públicos: economia na certa!

Comida em mercados públicos: economia na certa!

– Existem casas de câmbio e cambistas na maioria das cidades e fronteiras da Bolívia em que o turismo é explorado.

– Essas mesmas casas de câmbios trocam inclusive reais, claro que com uma taxa menos vantajosa, mas para uma emergência é uma boa.

– Ao contratar um passeio sempre exija um recibo ou qualquer coisa do gênero e prefira comprar nas agências e não na rua. Encontramos vários viajantes que contrataram com operadores na rua e foram enganados.

– Sempre tenha um calculadora. Ajuda muito na hora de saber o real preço dos produtos.

– Sacar em dólar e depois trocar por bolivianos é bem mais vantajoso que sacar diretamente em bolivianos, parece mentira, mas a questão é que a taxa de câmbio da VISA é menos vantajosa que a dos cambistas de rua ou das casas de câmbio. Na Bolívia existe o Banco Bisa, há caixas nas principais cidades, neles é possível sacar em dólar com o Visa Travel Money.

– Taxistas são uma ótima fonte de informação. Pergunte tudo, eles SABEM!

–  Artesanato barato você encontra em La Paz, no Mercado de las Brujas. Mas atente-se a artesanatos mais locais como por exemplo os de sal de Uyuni e os de totora do Lago Titicaca, esses são mais difíceis de encontrar em La Paz.

– Em La Paz há uma grande variedade de lojas de produtos outdoor com preços muito atrativos. Confira um mapa das lojas:

– Ao combinar corridas com taxistas, sempre pergunte se o preço combinado é pela corrida, ou por pessoa.

– Você já leu isso, mas é sempre bom reforçar. Aclimatação é importantíssima em certos lugares da Bolívia, não subestime os efeitos da altitude (Soroche). Mascar folhas de coca ou tomar chá delas ajuda a amenizar os efeitos.

Keisuke Kira
Sobre Keisuke Kira

Paulistano, estudante de biologia, amante de fotografia. Adora a cidade mas prefere a montanha. Como todo biólogo ama estar no mato. Curte um pedal, trekking, e viagens nem se fala! Mais posts

14 Comments on 20 dicas que vão te ajudar na Bolívia

  1. Carlos Muñoz // maio 9, 2014 em 11:38 am // Responder

    Sou boliviano e moro no Brasil a muitos anos. Adorei ver seu texto falando sobre meu país de forma carinhosa, diferente de outros sites. A Bolívia é sim um país lindo para se conhecer.

    • Keisuke Kira Keisuke Kira // maio 9, 2014 em 4:45 pm // Responder

      Olá Carlos Muñoz! Com certeza, seu país é incrível, não há como não falar bem dele. Quem fala mal é que não conheceu a Bolívia direito. Um grande abraço e obrigado pelo comentário!

  2. Boas dicas! São práticas e ajudam muito.
    O mapa de lojas Outdoor não apareceu, é uma boa dica tambem, visto que no Brasil não são nada baratos.
    Valeu

    • Obrigado Ramon! Vamos incluir o mapa, acho que saiu do ar.

    • Claudia Carvalho // setembro 21, 2016 em 12:39 am // Responder

      Fiquei 20 dias na Bolívia (janeiro de 2016). Me encantei com o país e com a população. São extremamente gentis e querem agradar turistas a todo custo. As “cholas” são lindas, a dança maravilhosa, a comida perfeita… enfim, só elogios a um lugar tão apaixonante.

  3. Gaspar João Olivo // fevereiro 19, 2015 em 2:32 pm // Responder

    Estivemos em 08/2014 na Bolivia de camionete eu e a Judith (minha esposa. Nenhuma seguradora aceitou fazer a extensão do seguro. Fomos sem seguro. Entramos por villazon. Ainda que os proprios bolivianos nos tenha dito que é muito perigoso, nada aconteceu e gostamos muito. O povo é otimo. Levamos um cilindro de oxigenio e foi muito util. Vamos voltar com certeza. Fuerte abrazo a todos.

  4. Demais o blog e esse post, Keisuke!!! Obrigada por todas as informações!!

    Você saberia me dizer se na Bolívia tem caixas eletronicos bons e se tem em vários lugares ou não tem tanto?! Estou indo pra lá no fim desse mês e ainda não decidi como levarei o dinheiro, pois muita gente disse que os caixas engolem cartões ou não funcionam, e que em quase nenhum lugar aceita cartão.
    Procede essa informação? hahaha Estou pensando em levar boa parte do dinheiro vivo mesmo, e levar o cartão mais para uma emergência! O que vc indicaria?!

    Muito obrigada e um abraço!

    • Olá Camila, muito obrigado!

      Olha, no meu caso, levei metade do dinheiro vivo e metade no Visa Travel Money. Quanto a caixas eletrônicos, encontrei tranquilamente nas principais cidades do Banco Bisa que não tive problema nenhum. Quanto a aceitação de cartões, creio que nos hostels e restaurantes devam aceitar, mas não sei com certeza porque não usei cartão para pagar nada, só para sacar. Espero ter ajudado. Abraços!

  5. Keisuke, vc conhece alguma agência de turismo q leva pra percorrer a estrada da morte de bike? A parte em dinheiro q vc levou foi em qual moeda? Valeu! Abç

  6. paulo roberto de figueiredo // outubro 12, 2015 em 12:15 am // Responder

    Moro no estado do Pará no mes de maio de 2015 viajamos de carra dois casais à Bolivia fomos até Cochabamba gostei muito do passeio, da diversidade do país da cultura rodamos quase 10 mil quilometros durante o percusso da viagem. so não gostei do prêço diferenciado do petrólio que cobram a mais dos veiculos estrangeiros. o mais foi legal, mas não entre sem a documentação de autorização de translado do veiculo, do condutor a quantidade de pessoas , e das taxas de pedagios se não vc se enrola.

  7. Roberta de Moraes // março 23, 2016 em 9:34 am // Responder

    Olá, sou brasileira e meu sonho é conhecer a Bolívia. Surgiu a oportunidade agora já que estou namorando um Boliviano e adoro tudo que falam de lá. Me parece ser marvilhoso. A cultura de lá me encanta e na verdade não vejo a hora de ir.
    Um grande abraço a todos os Bolivianos que estão no Brasil e a todos que pretendem vir!

  8. Eu também, gosto muito da cultura boliviana e eu estou namorando um Boliviano e quero ir visitar sua família e conhecer de perto sua cultura, um abraço a todos brasileiros e bolivianos…

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*