Novidades

10 dicas para quem viaja a Patagônia de carro

Tá pensando em ir para a Patagônia de carro? Fique atento às dicas que o Blog Outdoor. preparou para você!

1. As exigências de trânsito na Argentina são um pouco diferentes das do Brasil. Para rodar no país você necessita do seguro obrigatório, chamado carta-verde que cobra veículos de terceiros, além disso precisa portar dois triângulos, cabo para reboque, caixa de primeiros-socorros, extintor e documento original do veículo. Para maiores informações procure um consulado argentino.

2. A maioria dos postos que você vai encontrar são da rede YPF e ESSO, também vai encontrar Petrobras, porém em número bem menor. Em alguns vilarejos muito pequenos, tivemos que abastecer em postos com bandeiras “desconhecidas”, porém não tivemos problema algum, creio que combustível batizado na Argentina não seja muito comum, ainda bem.

Posto de gasolina no meio do deserto patagônico

3. A gasolina é muito mais barata que no Brasil, inclusive em postos Petrobras.

4. Se você não manda bem no ephol como eu e seu carro é a gasolina, cuidado ao abastecer pela primeira vez em território argentino. É fácil se confundir e pedir para completar com “GASOIL” (diesel), quando você deveria pedir “NAFTA”. Dependendo do frentista, você pede gasolina e ele nem pergunta, já sai tacando diesel no seu carro.

5. Fique atento a trechos sem postos, muito comuns na região desértica da Patagonia, portanto, quando puder, complete o tanque. No planejamento da viagem, pesquise bem as distâncias entre os postos, ficar sem gasolina no meio do nada na Patagonia é uma grande roubada!

6. Dependendo da situação econômica da Argentina na época que você for, você terá problemas com falta de combustível, em especial NAFTA (gasolina), atualmente o país está enfrentando alta inflação e a economia dos “hermanos” não vai muito bem, na viagem tivemos dificuldade em alguns trechos para encontrar gasolina, chegando a ficar até 2 horas na fila para conseguir abastecer.

7. Um problema muito comum nas estradas argentinas são os policiais rodoviários corruptos, na viagem fomos parados, e não adianta, eles procuram alguma coisa para te extorquir, e não tem cerimônia, o policial que nos parou pediu R$ 100,00 para nos liberar, isso mesmo, REAIS! Infelizmente eles escolhem os carros brasileiros e acabamos nos tornando uma vítima fácil. Procure sempre seguir todas as normas de trânsito do país e não dê motivos para a extorsão.

8. Na região da Patagonia não é difícil ter que pegar estradas de rípio, ou cascalho. A dica para não ter problemas nesse tipo de terreno é não correr muito pois a estabilidade do veículo diminui consideravelmente, além disso a resposta do freio também cai devido a diminuição do atrito, dirija com muita atenção pois é comum avistar animais atravessando a estrada e quando estiver cruzando com um outro carro no sentido oposto, pressione o pára-brisa com a mão para evitar que se estilhace com as pedras lançadas pelos pneus dos outros carros.

Estradas de rípio

9. Cuidado nas estradas asfaltadas, trechos pouco fiscalizados em conjunto com estradas bem conservadas e retões intermináveis são um prato cheio para os “pé-de-chumbo”. Os argentinos correm bastante e diga-se de passagem, os hermanos não são tão bons de volante assim, portanto atenção!

10. A Patagonia é muito procurada por mochileiros e não é difícil encontrar muitos deles pedindo carona em postos, saída de cidades, rotatórias e até mesmo no meio do nada. Se seu carro não está lotado, porque não ajudar o viajante? É uma troca de experiências, cultura, e ainda por cima uma companhia para a viagem.

Carros de passeio: sem problemas na Patagônia

Keisuke Kira
Sobre Keisuke Kira

Paulistano, estudante de biologia, amante de fotografia. Adora a cidade mas prefere a montanha. Como todo biólogo ama estar no mato. Curte um pedal, trekking, e viagens nem se fala! Mais posts

19 Comments on 10 dicas para quem viaja a Patagônia de carro

  1. Olá!
    Gostaria de algumas perguntas:
    Quantos dias durou a viagem?
    Quantos quilômetros no total vc fez e qual o custo de sua viagem? Foram em quantas pessoas no carro?
    Aceitam reais em toda a Argentina?

    Obrigado e um abraço,

    Marcos

    • Olá Marcos!

      A viagem durou 15 dias e fomos em 5 pessoas no carro. Dificilmente na região da patagônia vão aceitar reais, a não ser a polícia corrupta, haha. Casas de câmbio você encontra em cidades um pouco maiores sem problemas.

      Quanto a quilometragem e custos, me passa seu email, porque tenho que pesquisar nas anotações aqui!

      Um grande abraço!

  2. Pessoal,

    Tudo bem? Antes de ir para a Patagônia, não achei muitas informações sobre a cultura e o meio ambiente de lá. Portanto, estou fazendo uma série de posts sobre a Patagônia Austral.

    Quero compartilhar essas informações com outras pessoas que, como eu, gostam de entender os locais. É esse o link: http://scienceblogs.com.br/xisxis/tag/patagonia/

    Abraços!

  3. olá. estou pensando em fazer esta viagem. vocês se sentiram seguros, tranquilos…? Além dos policias preciso me preocupar com mais o que? obrigado! parabéns!

    • Super tranquilo Juliano! A não ser os cuidados normais em grandes cidades como Buenos Aires, o resto é muito seguro, nos sentimos sempre muito bem quanto a isso! O único problema é a Policia Caminera mesmo.

  4. Olá. Agora no final do ano vou fazer a viagem Curitiba-Ushuaia de carro e tenho dúvidas quanto ao combustível. É permitido circular com um galão de gasolina extra para eventuais necessidades? Este galão pode ir dentro do carro ou tem que ir preso do lado de fora?

    Obrigada!

    • Olá Mariele! Não levamos o galão extra, mas em nossas pesquisas não encontramos nada dizendo que era proibido. Creio inclusive, que para uma viagem para Ushuaia onde os postos de combustível vão ficando cada vez mais escassos, um galão extra seja extremamente necessário. Sugiro que você entre em contato com o Consulado da Argentina em Curitiba para esclarecer melhor sua dúvida, aqui vão os dados deles: Consulado da Argentina – Curitiba – PR / R. Benjamin Constant, 67 – 15º andar / Telefone: (0xx41) 3222-0799 / Email: ccuri@mrecic.gov.ar

  5. Boa Tarde, tudo bem?
    Achei seu post bem enriquecedor, pretendo fazer essa viagem em setembro do ano que vem. Pretendo sair do Rio de Janeiro e chegar até a Patagônia em uma Defender 1996. Gostaria de tirar alguma dúvidas sobre tempo.

    Muito obrigado!

  6. Vou fazer essa viagem com carro de marco ate abril, nesta epoca do ano formam gelos na estrada?

    obrigado

  7. Fui para patagonia em 2013 e 2014. Este ano vou até a terra do fogo. As estradas de ripio são as provinciais. As rutas nacionais são todas asfaltadas, embora nem sempre bem conservadas. Estradas antigas no geral são melhores, as novas tem asfalto no padrão brasileiro (aquela capinha fina que vai esburacando). Recomendo a RN 40. Passagem obrigatória são os parques das salinas próximos a Santa Rosa, A cidade de Gral Acha (cidade pequena e acolhedora e com a melhor parilla que já comi), Piedra de Aguila, Villa la angostura, San Juanin de Los Andes, San Martin de Los Andes, El Bolson e Esquel). Lugares que é melhor não conhecer Neuquen (a Capital do estado, onde os hoteis são caros e é difícil encontrar vaga), San Carlos de Bariloche (a menos que tu goste de gastar e manter um status), Casa de piedra (vilarejo planejado e deserto). Até hoje não tive problema com o nafta (abasteci somente sin plomo – super ou podium) mas sempre completei o tanque. Hoje a gasolina na patagonia não está com valor diferente da brasileira. Sempre ande com cadenas (correntes) no porta mala, se pegar neve grossa tem que por. As cadenas liquidas ajudam na aderencia no gelo ou na neve de mais de um dia (firme), na neve solta ou nevasca tem que colocar corrente. Vi uma hilux sair da pista bem na minha frente e eu com o Focus acorrentado consegui seguir viagem (bien despacio). Bom também falar um pouco de espanhol e tomar mate.

  8. Fui de carro em dezembro de 2015 para o Deserto do Atacama pela Argentina, foi uma maravilha, em dezembro de 2016 quero ir para Patagonia, por isto estou pesquisando o trajeto para ir de carro , gratos.

  9. Raphael Silva // março 3, 2016 em 7:46 pm // Responder

    Obrigado por dicas tão úteis. Pretendo ir a Patagônia em Janeiro 2017 …kkk e vamos de FIAT 147, Eu, minha esposa e minha filha de 5 anos. Quero passar pelo litoral do Uruguai e Santiago do Chile vão ser uns 30 dias rodando. …se houver mais dicas de roteiro vou agradecer.

  10. Show…estou querendo fazer a viagem entre dezembro-2015/janeiro de-2016, com minha esposa e filha, a bordo de um sentra…suas experiências foram de grande valia, principalmente diante da informação da possibilidade de fazer com carro de passeio.

  11. Marcílio Araujo // maio 3, 2016 em 2:39 pm // Responder

    Adorei as dicas. Também pretendo fazer o trajeto Rio-Ushuaia de carro, em 2018. Pode parecer longe, mas não é. 2018 é logo alí. É o tempo de fazer cursos de mecânica, elétrica de automóveis, ingles e espanhol. Até lá, vou consultando seus posts. Um grande abraço.

  12. Olá,muito útil seu blog, estamos indo para o Ushuaia saindo de Porto Alegre em dezembro de 2016, duas pessoas, gostaria de sugestão de itinerários e uma ideia de quanto levar de dolares , pesos argentinos e chilenos. Para carros a diesel S10, tem alguma dificuldade? pretendemos ficar uns 15 dias, se puderes me retornar atraves do mail lhe agradeço muito
    Abraços e obrigada pela atenção

  13. Olá Keisuke, tudo bem?
    Estou planejando minha viagem pela Patagonia e suas dicas estão sendo valiosas para mim, muito obrigada!

    Eu tenho algumas outras dúvidas e queria saber se vc pode me ajudar com elas.

    Em 2016 meu marido e eu alugamos uma CamperVan nos EUA e viajamos pelos parques nacionais. Eu fazia assim: A gente parava em qualquer Mc Donalds acessava o wifi e pesquisava o proximo RV Park.

    Na Patagonia queremos fazer o mesmo de Punta Arenas até Perito Moreno.
    Queria saber se é fácil encontrar RV Parks com eletricidade, chuveiro quente, água, etc e se existe algum mapa ou site onde eu possa ver a localização desses campings.

    E se vc sabe se existe Mc Donalds ou redes que oferecem wifi por esse caminho?

    Muito obrigada desde já!
    Grande abraço

    • Olá Juliana! Obrigado pelo comentário, fico feliz que está ajudando no seu planejamento!

      Essa região da Patagônia é uma área bem difícil, na verdade existem pouquíssimos postos e estrutura, vai ser um pouco complicado achar algo como esses RV Parks por lá. Sugiro que façam um planejamento detalhado de toda a rota que vocês forem seguir, mapeando todos os postos do caminho para poder saber onde abastecer e onde poderão parar para descansar, antecipadamente.

      Abraços e boa viagem!

1 Trackbacks & Pingbacks

  1. Roteiros | Pearltrees

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*